Quando o Estado é omisso, forças paralelas assumem seu lugar. Milícia, tráfico e corrupção fazem parte de uma combinação explosiva em que a principal vítima é a comunidade dos subúrbios cariocas

Na segunda, dia 17 de agosto, às 22h, o SPACE estreia “Um Dia Qualquer”, sua mais nova série repleta de emoções, em coprodução com a Elixir Entretenimento e Com Domínio Filmes, direção de Pedro von Krüger e produção de Denis Feijão. A série irá ao ar de segunda a sexta, com exibição de um episódio por dia, no mesmo horário. No sábado, dia 22 agosto, o canal traz com exclusividade uma maratona completa, a partir das 18h.

“Acredito que a arte cinematográfica tem a importância de ampliar o debate sobre temas complexos do nosso tempo. Quando eu criei a série “Um dia qualquer” pensei que o avanço das milícias e seu poder paralelo, a injustiça social sofrida pela população negra, as buscas das mães de vítimas da violência e as agressões domésticas decorrentes do machismo, são questões que precisam ser resolvidas na nossa sociedade atual”, diz o diretor Pedro von Krüger.

A série de drama-ficção conta com cinco episódios, de 25 minutos cada, e traz em seu elenco nomes como Augusto Madeira (Quirino), Mariana Nunes (Penha), Jefferson Brasil (Seu Chapa), Vinicius de Oliveira (Maciel), Willean Reis (Beto), André Ramiro (Participação especial – Delegado), Juan Paiva (Juninho), Eli Ferreira (Jéssica), Samuel Melo (Robson), Tainá Medina (Bruna), Adriano Garib (Participação especial – Dr. Menezes), entre outros.

“Um tema fundamental no Brasil, somado a qualidade cinematográfica e um elenco maravilhoso foi a combinação perfeita para o Space investir no projeto”, cometa Silvia Fu Elias, Diretora Sênior de Conteúdo da Turner Brasil.

Sob os pilares “Drama Materno”, “Milícia/Violência” e “Emoções Extremas”, “Um Dia Qualquer” mostra que um dia qualquer nos subúrbios cariocas pode ser qualquer coisa, exceto algo comum. Por trás de um cotidiano aparentemente simples e rotineiro, a violência diária e o clima de guerra civil obrigam os moradores a iniciar uma verdadeira jornada por sobrevivência. Neste delicado momento para os moradores, diversas histórias se misturam e mostram que viver mais um dia pode não ser tão fácil assim. E revela ainda as entranhas e, principalmente, a maneira como nasce e se consolida o poder paralelo em uma zona esquecida pelas instituições públicas.

Em um retrospecto de 10 anos, vemos o tráfico de Seu Chapa perder espaço para Quirino, um correto Policial Civil que passa a adequar suas convicções às novas dimensões: os fins, agora, justificam os meios.

“A série pretende ser não só uma forma de entretenimento, mas também um questionamento sobre a violência que cerca o cidadão carioca e de outras regiões do país comandadas por um poder paralelo, em uma realidade em que a violência é legitimada, e qual a consequência para as pessoas que criam e executam a própria lei.”, finaliza o produtor Denis Feijão.

“Um Dia Qualquer” estreia dia 17 de agosto às 22h no canal SPACE. Exibição de um episódio por dia, entre os dias 17 e 21 de agosto, às 22h. Maratona completa: sábado dia 22, a partir das 18h.

PERFIL DOS PERSONAGENS

Augusto Madeira (Quirino – 48/38): Ex-policial e chefe da Milícia da região. Acredita estar acima da lei e que praticamente tudo é justificável para tocar sua principal motivação:  a justiça no bairro. Não enxerga seus erros, até o momento em que é responsável por algo que irá mudar sua vida para sempre. Tem um amor incondicional pelo seu filho, Beto, a única pessoa que consegue fugir da sua dura linha de conduta moral. É casado com Bruna seu porto seguro, mas sua verdadeira paixão sempre foi Penha.

Mariana Nunes (Penha – 45/35): Viúva e ex-traficante. Seu cotidiano materno é acompanhado pelo trabalho, e, principalmente, pela igreja. Mas nem sempre foi assim. Penha já foi a mulher do traficante Seu Chapa, mas após sua morte se afasta desta vida clandestina para se reerguer como mãe solteira de sua família.  Ela vê nos seus três filhos sua maior chance de redenção e vida.

Jefferson Brasil (Seu Chapa – 32): É o último chefe do tráfico antes da implantação da milícia. Marido de Penha e com ela tem 2 filhos, Robson e Emerson. Tem uma paixão e respeito enorme por Penha. Sua principal motivação é ter uma vida de curtição, junto de sua família e amigos, se possível expandindo seus negócios. É uma pessoa muito confiante e acha que seu esquema de suborno com os policiais da região é sólido e inabalável, como sempre foi.

Vinicius de Oliveira (Maciel – 33/23): Ex-policial e braço direito de Quirino. É um matador sanguinário, que mantem a ordem do bairro através de socos e tiros. Seja como miliciano ou como policial, Maciel quer ter o respeito de todos por meio do medo.

Willean Reis (Beto – 20/10): Filho de Quirino e estudante de Direito. Tem um amor e uma admiração imensa pelo pai. Não só compra o discurso do chefe da milícia, como passa adiante para os amigos. Sabe que o pai quer que ele fique longe da milícia, mas Beto quer fazer parte da ação. Seu melhor amigo de infância é Juninho.

Juan Paiva (Juninho – 20/10): Melhor amigo de Beto e namorado de Jéssica. Muito brincalhão, ele adora colocar pilha nos amigos e ainda não aprendeu a ter uma dinâmica com eles que seja diferente dos tempos de infância. Costuma fugir das consequências dos seus atos, pois é doloroso demais lidar com seus próprios problemas. Ele vê em Beto um camarada de vida.

Eli Ferreira (Jéssica – 21): Enfermeira no hospital local da região, namorada de Juninho e amiga de Bruna. Cresceu com os amigos do bairro e domina toda a gramática “da rua”, se tornando uma menina safa, sempre atenta ao redor, porém respeitando seus limites. Presencia uma ação da milícia e teme por sua vida.

Tainá Medina (Bruna – 24): Dominadora e de beleza notável é casada com Quirino. Desde sempre se sente atraída pelo poder, o que justifica sua posição como atual mulher do chefe da milícia, ainda que viva subordinada às vicissitudes do marido. Bruna gosta de ser desejada e faz de tudo para se colocar nesse pedestal.

Samuel Melo (Robson -15/25) É o exemplo do que um filho mais velho deve ser. Ao menos aos seus olhos. Robson se tem como um dos pilares da família, sendo responsável por todos, saibam eles ou não. Ele vê na igreja uma extensão da família que tenta reerguer.  As tragédias que acontecem em seu bairro e na sua família testam, diariamente, se será a fé a sua melhor forma de atuação.

ELENCO COMPLETO

Adriano Garib (Dr. Menezes), Antônio Saboia (Ceceu), Diego Goulart (Thundercats), Gabriel Leal (Emerson), Helena Giffoni (Evangélica), Joelson Medeiros (Pastor),

Jorge Paz (Miliciano), Junior Fair (Sinistro), Lorena da Silva (diretora da escola), Matheus VK (Músico da igreja), Pablo Barros (Maicon), Pablo Vinícius (Bate-Bola), Perfeito Fortuna (dono da farmácia), Phillipp Lavra (Ivan), Pierre Santos (Policial Varela), Rudson Dias (Folião), Sandrão RZO (traficante 1), Zé Mario Farias (Alcebíades).

FICHA TÉCNICA:

Produção: Elixir Entretenimento e Com Domínio Filmes

Coprodução: Canal Space, Pipa Produções, Cinecolor Digital, Naymar, Lox, Mix Estúdios, Soul City Prod e Filmes do Bem

Direção: Pedro von Krüger

Produtor e Produtor Executivo: Denis Feijão

Roteiro: Pedro von Krüger, Leonardo Gudel, Victor Rosa e Bernardo Doutel

Direção de Fotografia: Jacques Cheuiche

Montagem: Pablo Ribeiro

Direção de Arte: João Bueno

Figurino: Helena Byington

Maquiagem: Sandro Valério

Som Direto: Marcel Costa e Evandro Lima

Trilha sonora original: BID

Desenho de som: Rodrigo Ferrante

(via assessoria)

Compartilhar