Foto: divulgação

Considerada a primeira plataforma de gestão profissional de hospedagens de Curitiba, Yogha encurta distância com incorporadoras e conquista novos locadores.

 

                   Curitiba, setembro de 2020 – Anfitrião profissional. Já ouviu essa expressão associada ao mercado imobiliário? Se estiver de olho em unidades compactas para investir, adicione esse termo ao seu vocabulário ou, ainda, no seu contrato, para realizar um bom negócio. Do inglês, Super Host, o termo cabe ao especialista em hospedagem para curtas temporadas, uma figura bastante valorizada quando se trata de superar as expectativas de sites como Airbnb, Booking.com, TripAdvisor e Expedia, essencial para o sucesso de ocupação de apartamentos, inclusive durante essa fase crítica chamada pandemia da Covid-19.

 

“Nossa plataforma de gestão garante mais do que o preço correto, entregamos desde a consultoria para que as unidades garantam espaço nas ´vitrines´ dos sites, com valores alinhados com a demanda e serviço de hotelaria”

Avelino Mira

Em Curitiba, Avelino Mira é sinônimo de Super Host. Para se convencer da impecável avaliação do especialista, basta um rápido passeio pelo Google. Mira concentra mais de 2 mil avaliações somente no Airbnb, tem 4.8 estrelas, 99% de resposta em até 1 hora e, detalhe, sem nenhum cancelamento. O nome do empreendedor e business coach para startups está relacionado à antiga Plataforma Hosting, fundada por Mira no ano de 2016, e batizada como Yogha Gestão e Hospitality em 2019, após o ingresso do  sócio investidor, Luis Napoleão, CEO da INVESCON, empresa especializada em projetos com foco em renda.

“As pessoas estão interessadas em localização, preço, serviços e, por último, mas não menos importante, estilo. Um toque de cor e de design nas unidades conta como diferencial exponencial na hora de definir a locação da moradia temporária, mesmo que seja por um dia”, explica o CEO da Yogha. Mas não é só isso. Quando a etapa da personalização das unidades termina, a manutenção do modelo de negócios está apenas começando. Neste caso, Mira refere-se ao fato de que a atividade exige alguns esforços na parte de gestão do imóvel, que exige uma logística minuciosa, especialmente neste momento de crise sanitária, para que tudo esteja impecável entre um hóspede e outro, além da pausa para mais um adendo: a atividade  exige atenção integral da equipe do gestor durante as estadias. “Nossa plataforma de gestão garante mais do que o preço correto, entregamos desde a consultoria para que as unidades garantam espaço nas ´vitrines´ dos sites, com valores alinhados com a demanda e serviço de hotelaria”, resume.

Somente no mês de agosto de 2020, um único apartamento estruturado dentro dos preceitos da Yogha registrou 15 check-ins e check-outs. Esta mesma unidade já contabiliza mais de 400 reservas na plataforma. “Nos bastidores isso significa toda parte de limpeza, troca de enxoval e manutenção da unidade. Rotina que dominamos. Na visão do proprietário isso significa rentabilidade sem stress”, explica o CEO.

Avelino Mira – Foto: divulgação

Tendência no mercado imobiliário

Seguindo o ritmo do mercado de São Paulo, que dita as tendências para o restante do Brasil, a capital paulista acelerou a apresentação de imóveis compactos de alto padrão. Na esteira dessa evolução de comportamento, os incorporadores paranaenses também prometem uma nova leva de lançamentos imobiliários focados em studios, unidades com área de 20 a 35 metros quadrados. Itens como localização e mobilidade estão entre as características mais desejada pelos investidores, que hoje visam o retorno do investimento em locação de uma maneira mais disruptiva, com foco nas curtas temporadas.

De acordo com os dados da Associação dos Dirigentes do Mercado Imobiliário (Ademi-PR), o número de lançamentos dentro desse filtro (studios, lofts e apartamento de um quarto) foi até três vezes maior no segundo trimestre de 2020, com relação ao mesmo período do ano passado. Além disso, o preço do metro quadrado desses imóveis também valorizou, 4,6% nos últimos 12 meses, tendo o mês de junho como referência. “Em visitas de prospecção com incorporadoras locais já temos informação sobre 17 lançamentos previstos. Ou seja, estamos diante da oportunidade de criar novas experiências de rentabilidade a partir de empreendimentos inteiros ou de unidades cruas, onde podemos pensar sobre acabamentos e mobílias que irão representar retornos ainda mais expressivos para incorporadores e novos investidores – sem que precisem se preocupar em arcar com taxas de condomínio e IPTU enquanto o imóvel ainda está vazio ou mesmo se preocupar com o período de vacância entre um locatário e outro”, sugere Mira.

Para tudo existe uma solução

Segundo o CEO da Yogha, os problemas gerados em torno da locação por curta temporada estão relacionados exclusivamente à questão da (falta) de gestão. Para empreendimentos que contamos com um número mínimo de 40 unidades sob gestão, disponibilizamos um concierge dedicado ao empreendimento. “Assim como no All You Need (Rua Riachuelo), da GT Building, onde respondemos pela gestão de 80 unidades, e mantemos o serviço que nos ajuda a formalizar a figura do anfitrião. Essa presença do gestor é positiva para os três lados do negócio: incorporador, locatário e cliente. Agregamos valor em todas estas esferas por evidenciar o conceito moderno do produto (locação por temporada), rentabilidade ao investidor e prestação de serviços para os hóspedes”, salienta.

Experiências e serviços

A expertise do Super Host Avelino Mira e seus sócios, expoentes nas áreas de atendimento ao cliente, hotelaria e mercado imobiliário, resultaram na formatação de um modelo de negócios que inclui a entrega de algumas experiências testadas e aprovadas por hóspedes fidelizados pela Yogha Gestão e Hospitality, ao longo dos últimos quatro anos de operação da startup. Se no dia a dia a atenção dos locatários ocasionais de apartamentos compactos para curtas temporadas está focada em serviços de lavanderia e limpeza e conservação, a Yogha foi além e trouxe dois novos itens que conquistaram os clientes atuais: manutenção de apartamentos e locação de enxoval de cama e banho. “Em breve estaremos disponibilizando no nosso aplicativo, serviços de Dog Walker, Pet Shop e Personal Trainer”, adianta o empresário.

Atualmente, a Yogha é responsável pela gestão de hospedagens em unidades compactas localizadas nos empreendimentos 7th Avenue Residence, All You Need e Lifespace Curitiba. Vale ressaltar que o menu de serviços da plataforma também está disponível para todos os usuários (moradores) dos empreendimentos onde a administradora estará presente. A startup está presente hoje somente na capital paranaense, mas planeja expansão de seu negócio nos próximos dois anos para a região sul, em cidades que tenham demanda turística e de negócios, a fim de manter o interesse diário pelas unidades listadas na plataforma.

Saiba mais sobre a Yogha Gestão e Hospitality nos seguintes canais:

Site: www.yogha.com.br

LinkedIn: Yogha

Instagram: Yogha.host

via assessoria

Compartilhar