Rua da Cidadania de Santa Felicidade – Foto: Willy Schumann
Da redação

Os principais postos de vacinação estão lotados, porém um dos locais de atendimento surpreende pelo baixo fluxo de pessoas.

A vacinação contra a gripe (influenza) para idosos e profissionais da saúde seguiu em ritmo acelerado na manhã desta terça-feira (24), na capital paranaense.

Alguns locais estão congestionados. É o caso da Praça do Atlético que conta com a Superintendência de Trânsito – Setran para auxiliar na organização da fila de veículos que se estende por grande parte da Av. Getúlio Vargas. O tempo de espera é de aproximadamente 2 horas.

O posto de vacinação instalado no Restaurante Madalosso também está bastante congestionado. O tempo de espera é de aproximadamente 1h50. O fluxo de veículos se estende pela Av. Manoel Ribas. A Guarda Municipal de Curitiba está no local para organizar a entrada e saída do pátio do restaurante.

Rua da Cidadania de Santa Felicidade – Foto: Willy Schumann

Vacinação Rápida

A Rua da Cidadania de Santa Felicidade apresentou um trânsito de pessoas bastante tranqüilo. O tempo de espera foi de aproximadamente 8 minutos. A Guarda Municipal de Curitiba delimitou um metro de distância entre os que esperavam pelo atendimento. O estacionamento ao lado da Rua da Cidadania é gratuito. A entrada é pela Rua Santa Bertila Boscardin, 213.

A vacinação contra a gripe e o Covid 19

A vacinação não é eficaz contra o Covid 19, porém fortalece o sistema imunológico das pessoas, além de facilitar o diagnóstico de gripe e coronavírus. Estrategicamente haverá um número menor de pessoas que irá buscar atendimento nos postos de saúde da capital. O público-alvo desta primeira fase são os idosos acima de 60 anos e os profissionais da saúde. A campanha de vacinação vai até o dia 15 de Abril.

Escalonamento

A campanha de vacinação contra a gripe de 2020 será escalonada, de acordo com o calendário do Ministério da Saúde.

1ª fase (a partir de 23/3) – Idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores da saúde.

2ª fase (a partir de 16/4) – Professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e doentes crônicos (que tenham prescrição médica ou sejam acompanhados por programas da unidade de saúde).

3ª fase (a partir do dia 9/5) – Crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (mães que tiveram bebês até 45 dias e apresentem algum documento que comprove a condição) e adultos de 55 a 59 anos.

 

 

Compartilhar