Por Mirella Pasqual/Daí Comunicação Integrada

O objetivo é aprimorar a prestação dos serviços a beneficiários de planos de saúde

O Hospital Erasto Gaertner, referência nacional em oncologia, busca constantemente aprimorar os serviços prestados, além de desenvolver o parque tecnológico para oferecer tratamento de alta qualidade à população. Neste sentido, acrescentou em 2016 mais uma iniciativa inovadora à sua cartilha de projetos: o OncoRede, inicialmente idealizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O Hospital Erasto Gaertner foi convidado a participar do GT Oncologia, grupo que coordena as atividades e debate as propostas enviadas pelas entidades cadastradas.
O objetivo principal do projeto é reunir institutos de pesquisa, instituições de referência nacional no tratamento do câncer, representantes de associações de pacientes e demais representantes para desenvolver um conjunto de ações integradas capazes de reorganizar e aprimorar a prestação dos serviços de saúde. Os resultados esperados são um diagnóstico mais preciso da situação atual do cuidado oncológico, o estímulo à adoção de boas práticas na atenção ambulatorial e hospitalar e melhorias nos indicadores de qualidade da atenção ao câncer na saúde suplementar.
O OncoRede foi lançado em outubro do ano passado, e, de acordo com o Relatório de Resultado do Processo de Inscrição, divulgado pela ANS em 14 de dezembro, já são 44 inscritos (26 prestadores de serviço e 18 operadoras de saúde). Além de ser membro do GT, o Hospital Erasto Gaertner também cadastrou o seu projeto, que prevê a implantação de um sistema de gerenciamento (observação e acompanhamento) dos cuidados no tratamento de pacientes oncológicos, desde o diagnóstico até o desfecho clínico do tratamento.
Os trabalhos do GT Oncologia do Projeto OncoRede serão retomados no dia 10 de janeiro de 2017, ano em que a ANS busca consolidar a proposta e disseminar o modelo. De acordo com o superintendente do Hospital Erasto Gaertner, Adriano Lago, “participar do Projeto OncoRede é uma grande oportunidade para desenvolver e ampliar os atendimentos na saúde suplementar, já que atualmente, o Erasto realiza 93% dos atendimentos via SUS”. O objetivo é garantir o equilíbrio financeiro da instituição, direcionando os recursos para a sua manutenção e garantindo o desenvolvimento ao longo dos anos. “De 100% de tudo que tivemos de receita do SUS, conseguimos cobrir apenas 65% das nossas despesas”, reitera o superintendente.

Serviço:

Hospital Erasto Gaertner

R. Dr. Ovande do Amaral, 201 – Jardim das Américas – Curitiba/PR

Telefone: (41) 3361-5000

www.erastogaertner.com.br

Foto: Daí Comunicação Integrada/Divulgação
Foto: Daí Comunicação Integrada/Divulgação
Compartilhar