O PINAH, novo projeto da Laguna, busca trazer o exterior para dentro de casa

Edifício terá certificação inédita e bosque com araucárias preservadas

 

                  O PINAH – mais novo projeto da Construtora Laguna – deve marcar a arquitetura da cidade com um projeto de residências suspensas que integram as áreas interna e externa.  São 32 unidades, com duas a quatro suítes – e áreas de 169m² a 447m² – distribuídas em 10 pavimentos, além de três subsolos.  Inspirado em Curitiba e com integração entre natureza e a cidade, o PINAH fica em um dos endereços mais charmosos e nobres da capital, a Alameda Presidente Taunay.

O empreendimento traz cômodos mais espaçosos, sobretudo os de maior permanência, onde o objetivo é oferecer o máximo de conforto nos espaços que as pessoas mais usam em seu dia a dia.  A área social, o coração da casa, integra o espaço gourmet com a sala de jantar e estar. O ambiente é inteiro circundado por sacadas, balcões e varandas que, aliadas com a ampla área de vidro e as aberturas das portas-janelas, trazem luz natural e aumentam ainda mais o espaço. As floreiras nas sacadas dão aquele toque especial, trazendo a natureza para dentro das residências.

Para o arquiteto Flavio Schiavon, sócio do escritório Baggio & Schiavon e responsável por assinar o projeto arquitetônico do PINAH, o terreno elevado deu uma grande vantagem para o empreendimento, pois permitiu que os apartamentos tenham uma altura descolada do nível da rua. São quase quatro metros acima, o que vai garantir maior privacidade aos moradores. “Na arquitetura, buscamos integrar os espaços fechados aos espaços abertos com a utilização de muito vidro, varandas e implantação de áreas verdes. Não só do bosque, mas nas sacadas e terraços”, conta o arquiteto.

Áreas Comuns

“O PINAH será um marco para a cidade, pelo projeto arquitetônico, localização e, também, pelo bosque particular que ocupa quase 1/3 do terreno. Em relação as áreas comuns, o empreendimento busca atender exatamente o que as pessoas procuram: espaços úteis e bem dimensionados, áreas verdes para descompressão e relaxamento, com conforto e segurança. “Acredito que morar ao lado de um bosque, numa região como essa, é um privilégio muito grande”, conta o arquiteto Jayme Bernardo, que assina o projeto de interiores do empreendimento. Além do bosque de araucárias, o destaque fica para o grande hall de entrada, que transmite o conceito e a atmosfera PINAH. “A natureza está presente na vegetação, nas formas da escada escultórica, e na escolha dos materiais como a madeira e o mármore, trazendo acolhimento para todos que chegam. As pessoas vão se sentir ao ar livre”, completa o arquiteto.

As áreas comuns do PINAH foram projetadas para diversas atividades do dia a dia, com espaços para quem deseja tirar um tempo para si mesmo, levar as crianças para brincar, se exercitar, receber a família e amigos, ou simplesmente relaxar, aproveitando o melhor da integração com a natureza. Destaque para o Salão Gourmet, com capacidade para acomodar até 19 pessoas sentadas, com lounge, churrasqueira e forno de pizza. O espaço está ligado a uma varanda externa, que se debruça sobre a esquina e permite ver o movimento da região e da Praça da Espanha.

Já o Deck Corpo e Mente é um espaço dedicado às práticas restaurativas, para o bem-estar físico e mental. O espaço estimula o cuidado, relaxamento e contemplação com piscina aquecida, área de spa com hidromassagem, queda d’água e paisagismo exuberante. As espreguiçadeiras, os futons e os materiais naturais também são um convite para uma pausa. A área das piscinas é o centro do complexo de bem-estar do PINAH. Integrada visualmente à academia e com acesso direto à sauna úmida, sala de massagem e ao Deck Corpo e Mente, conta

com uma raia e uma piscina infantil, ambas aquecidas.

(via assessoria)

Compartilhar