Sede da RAC Engenharia em Curitiba-PR – Foto: André Sade

Empresa de engenharia traz a sustentabilidade para o cotidiano de seus funcionários e clientes

Em 2016, a Unidade de Ensino SENAC foi reconhecida como a primeira escola LEED Platinum do Brasil. A unidade tem cerca de 42% de seu consumo de energia atendido pela energia solar.

Curitiba, outubro de 2020 – Longevidade às obras e às pessoas. Sim. A preocupação com o bem-estar, com a saúde e com a vida do ser humano está cada vez mais em pauta e não são apenas as organizações que lideram este movimento. Empresas de engenharia estão cada vez mais conscientes em propagar conceitos de sustentabilidade. O tema pode, ainda, não ser unanimidade na sociedade e no meio empresarial, mas as modernas construções se preparam para performar mais e melhor no que depender das certificações que priorizam diferenciais ambientais e entregam qualidade de vida aos seus colaboradores.

Na capital paranaense, a RAC Engenharia é pioneira em obras com certificações sustentáveis que destacam pontuações que elevam o status da empresa no Brasil e na América Latina. Disposta a dar o exemplo ao mercado de como acredita no tripé (Triple Bottom Line) que trouxe a sustentabilidade para a pauta das organizações, a RAC incorpora em seu método de trabalho a preocupação com pessoas (people), planeta (planet) e lucro (profit), em que os negócios devem ser financeiramente viáveis, socialmente justos e ambientalmente responsáveis. Para materializar o conceito, a empresa construiu uma sede de alto desempenho que entrega o que há de melhor no mercado da sustentabilidade. O resultado foi a conquista da maior certificação LEED Platinum da América Latina e o primeiro Net Zero Água e Energia do Brasil. “Disseminar a importância da sustentabilidade é algo que fazemos há cerca de uma década. Essa tarefa nos permite ir além de melhorar o projeto dos nossos clientes. Hoje nossa meta é mais ambiciosa queremos, inclusive, salvar vidas, quando falamos em projetos hospitalares. Em 2017 conseguimos transformar o tema em bandeira quando tangibilizamos essa tendência em nosso endereço. A nova sede é autossustentável em água e energia. Além disso, toda a edificação funciona através da geração de energia solar, potabilização de água da chuva e tratamento de resíduos de esgoto sanitário”, enfatiza Ricardo Cansian, diretor da RAC Engenharia. “Acredito que os negócios não se restringem apenas à geração de lucro, renda e empregos, mas também a valores de bem-estar sociais”, completa.

Modus operandi

A empresa de engenharia com foco em construção arquitetou um estilo de atendimento pautado na sustentabilidade e na inevitável transformação da cadeia da construção civil na industrialização. “Otimizamos nossa atuação desde a digitalização dos projetos, lideramos um canteiro de obras mais harmônico, com atenção extra à logística e descarte do mínimo de resíduos, até a conscientização dos trabalhadores. Aliás, esse modo de trabalho otimiza os recursos humanos. Lançando mão da tecnologia temos uma obra mais refinada, preparada para ser mais eficiente quando estiver em uso e isso, naturalmente, faz com que nossos clientes sejam candidatos a obter certificações de sustentabilidade”, analisa Carlos German, CEO da RAC.

Confira uma amostra do portfólio sustentável da RAC em Curitiba:

Unidade de Ensino Senac – Em 2016, a unidade foi reconhecida como a primeira escola LEED Platinum do Brasil. A conquista da certificação implicou na execução de um projeto com características de uso inteligente de recursos naturais, otimização dos materiais e eficiência de equipamentos. No tópico geração de energia foram instaladas 228 placas solares na cobertura da edificação, totalizando uma área de 370m² de painéis fotovoltaicos, sendo esta a maior instalação junto à Copel. A unidade tem cerca de 42% de seu consumo de energia atendido pela energia solar.

Centro de Educação Profissional Dr. Celso Charuri – Em 2019, o centro recebeu a primeira certificação LEED Platinum V4 do Brasil. A estrutura possui mecanismos que garantem eficiência energética, geração fotovoltaica, multimedidores para consumo de energia, medição do consumo de água potável de reuso e sistema de climatização VRF, que é vanguarda em climatização no cenário mundial. Os critérios seguidos para obtenção da certificação garantem redução de 49,7% no consumo de energia e de 68% no consumo de água, entre outros benefícios.

Sede da Unimed Paraná – A construção demonstra o investimento em sustentabilidade e responsabilidade socioambiental. A certificação LEED do endereço assegura o uso de soluções sustentáveis que já proporcionam redução do consumo de energia e água, além dos custos com manutenção e despesa administrativas. A construção assinada pela RAC também tem como premissa a qualidade de vida dos usuários garantida pelo conforto térmico e acústico.

Hospital Erastinho – Em setembro de 2020, a RAC entregou à população um hospital pensado para atender as crianças de forma humanizada, que representa a modernização na área médica. A obra do Erastinho atendeu parâmetros internacionais de sustentabilidade, dentro do conceito Green Hospital. É a primeira instituição brasileira prestes a conquistar, simultaneamente, as certificações LEED for Healthcare e WELL Building Certification, selos que atestam o menor impacto ambiental nos serviços e a possibilidade de otimizar recursos na operação do edifício, visando a práticas sustentáveis. As chancelas devem alçar o hospital à condição de único do país a contar com uma inédita dupla certificação internacional, um lastro de excelência no uso das edificações para a promoção da saúde e da redução de impacto no meio ambiente.

Acompanhe as novidades da RAC Engenharia pelo Instagram @racengenharia ou acesse o site: www.raceng.com.br

via assessoria

 

Compartilhar