Foto: Jonas Oliveira/Arquivo AEN

Muita chuva no Sul do Brasil

Áreas de instabilidade de um sistema de baixa pressão deixam o tempo instável na Região Sul nesta terça-feira. Este sistema de baixa pressão está sobre o Rio Grande do Sul e se desloca para o mar no decorrer do dia, dando origem a um grande ciclone extratropical no oceano. O Rio Grande do Sul já registrou temporais nesta manhã e o alerta persiste entre a tarde e a noite, especialmente nas áreas da Serra e do norte e do noroeste do estado. A instabilidade também aumenta em Santa Catarina e no Paraná no decorrer do dia, com risco de temporais. As rajadas de vento na Região Sul, podem chegar a 80 km/h.

De acordo com dados do Centro nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN) no período entre 6 e 11 horas desta terça-feira, já foram registrados volumes expressivos em várias localidades gaúchas. Na estação centro, no município de Santa Rosa, choveu  63,6 milímetros. Na cidade de Entre-Ijuís e Fontoura Xavier, aproximadamente 60 milímetros. Em Viamão, 53,4 milímetros. Em uma das estações do CEMADEN, conhecida como Americana, na cidade de Alvorada, o acumulado registrado neste período de 6 horas, foi de 65,2 milímetros.

O Instituto Nacional de Meteorologia, (INMET), registrou nas últimas 6 horas (período entre 6 e 11h), aproximadamente 65 milímetros na cidade de Soledade. Na capital Porto Alegre, 50,8 milímetros e 40,6 milímetros em Bento Gonçalves.  Por volta das 10h da manhã uma rajada de vento de 57km/h foi registrada em Serafina Corrêa (RS) e às 11h30 o aeroporto de Chapecó (SC) registrou uma rajada de 111km/h.

 

Ciclone extratropical, alerta de ventania e ressaca no mar

Na quarta-feira, o ciclone extratropical atua em alto-mar, ao largo da costa do Sul e provoca ventos constantes moderados a fortes. Na Campanha Gaúcha, no sul do estado, na Grande Porto Alegre e no litoral do Rio Grande do Sul, o alerta é para risco de chuva moderada a forte com raios e rajadas de vento que podem alcançar até 100km/h.

Nas demais áreas gaúchas e no sul e no leste de Santa Catarina, as rajadas mais fortes de vento variam entre 60 e 80 km/h. A situação também é de alerta para o mar muito agitado em toda a área oceânica, perto e longe das praias. De acordo com informações da Marinha, as ondas podem alcançar de 5 a 9 metros em alto mar. Entre as praias do Chuí até Florianópolis, ondas quebrando até 4 metros, com ressaca.

 

Chuva

A chuva ainda ocorre em grande parte do Sul do Brasil nesta quarta-feira diminui em termos de volume e intensidade, os valores serão inferiores se comparados ao dia anterior. Ainda pode ter chuva grossa no litoral, em Porto Alegre e Campanha gaúcha, mas sem tempestades. As áreas da fronteira oeste já não tem mais previsão de chuva. Mas, todo o estado do Rio Grande do Sul estará cheio de nuvens.

Fonte: Angela Ruiz/Climatempo

Compartilhar